007 – Roubo de Calendários e Mercado do Isopor

13 de Março, 2018

Oholá meus caros, sentiram saudades?

Eu também não.

Como todos sabem, os calendários da cidade foram roubados novamente e estamos trabalhando duro para resolver nossas pendências. Fiquem calmos pois todos os relatos foram armazenados para atualizá-los nesses tempos difíceis. Atualmente me encontro debaixo da minha mesa no meio da quarta guerra da cidade. Mas fiquem calmos e se atualizem. Logo nos encontramos ok?

Esta mensagem é trazida à vocês por Pretzels Cordinhas e Donuts Buraco de Minhoca! Realidades alternativas e viagens no tempo? Temos tudo isso e muito mais. Venha nos conhecer na rua Malvino Linhares, 667.


É com tristeza que informamos o cancelamento da parceria com a Rádio local. Os diretores que fecharam o contrato foram vaporizados hoje mais cedo. A diretoria agora fica com uma das crianças híbridas que agora usa o nome de Jandely Yh.

O paradeiro das outras crianças ainda é bem conhecido.

Juntamente com a vaporização dos nossos apresentadores, as coisas na cidade voltaram ao normal. Nosso querido Hotel Maddley não amanheceu esta manhã. Simplesmente não existindo ao menos até agora. O paradeiro do Hotel, dos Cientistas, das Camareiras provavelmente suspeitas, Da orca Brino e dos outros Brinos ainda é completamente desconhecido.

Por outro lado, as aves da cidade voltaram a aparecer. Estando completamente petrificadas e leves como isopor. Uma mensagem criptografada de nossos cientistas desaparecidos informou que a composição atual dos pássaros é realmente pássaro, não mais sendo compostos por isopor. Mesmo agindo exatamente igual antes, agora não se pode mais usá-los como maquetes, apenas como material culinário.

Mercado do Isopor: Aparentemente a busca por isopor voltou ao normal ontem às 19 horas e quase quebrou a economia hoje às 06:45. Agora o valor da placa de isopor se nivela com o de um carro popular. Para os que não sabem, o carro mais popular da cidade é aquele fusca azul na saída da Escola de Aplicação Jommas Quinto.

Os arquitetos da cidade se tornaram o grupo de pessoas mais ricas da comunidade, perdendo toda sua fortuna logo depois, ao usar seu resto de isopor em maquetes novas. Eles disseram não ter escolha e que estavam sendo comandados igual marionetes por pequenos diabretes azuis.

Nossos arquitetos agora entraram em greve e dizem que não vão comprar isopor até o valor abaixar para o preço de um carro menos popular.

Arte da Semana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *